Luz do mundo e sal da terra

Ao ensinar seus discípulos, em Mateus 5:13-16, Jesus lhes disse:
"—Vocês são o sal para a humanidade; mas, se o sal perde o gosto, deixa de ser sal e não serve para mais nada. É jogado fora e pisado pelas pessoas que passam.
—Vocês são a luz para o mundo. Não se pode esconder uma cidade construída sobre um monte.
Ninguém acende uma lamparina para colocá-la debaixo de um cesto. Pelo contrário, ela é colocada no lugar próprio para que ilumine todos os que estão na casa.
Assim também a luz de vocês deve brilhar para que os outros vejam as coisas boas que vocês fazem e louvem o Pai de vocês, que está no céu."
Eu me lembro que, quando era ainda criança (há cerca de 30 anos atrás), minha família frequentava uma igreja que prezava bastante o que eles chamavam de "doutrina". Havia um famoso "manual de usos e costumes" lançado todo o começo de ano. Ele continha regras de vestuário, de beleza (corte de cabelo, maquiagem, depilação etc), de comportamento. A maioria das regras eram para as mulheres. 
Naquela época éramos chamados de crente. Eu me lembro de ser hostilizado na escola.  As outras crianças  me chamavam por apelidos pejorativos que nem vale a pena citar.  Eu não ligava, apenas ficava triste. Até porque não tinha outra coisa a fazer (o termo "bullying" ainda não existia!).
Naquele tempo, crente tinha cara de crente, tinha jeito de crente e falava como crente. Havia menos  comércio nas igrejas evangélicas. Pregava-se mais o evangelho.
Hoje o número de crentes aumentou bastante. O crente se tornou "evangélico". Ser evangélico, hoje, é fácil. Dizer que é evangélico hoje em dia, é quase um status. As crianças não são mais hostilizadas na escola por frequentarem uma igreja. Artistas da tv se "converteram" e aparecem nos programas dominicais defendendo a sua fé.
Mas, será que o sal daquela época continua salgando com a mesma intensidade? Será que a luz continua brilhando com a mesma força?
É claro que os líderes e pastores tiveram que se adaptar com o passar dos anos. Não fazia sentido ficar se preocupando com a vestimenta e o corte de cabelo de seus membros enquanto as cadeiras das igrejas se esvaziavam. A sociedade evoluiu e a igreja também. Claro que a Bíblia não mudou. Vale lembrar que quem dita as tendências e estilos da moda é a sociedade. Quando a Bíblia diz que um homem não deve usar roupas de mulher (Deuteronômio 22:5) não está se referindo à calça ou saia. Isso é a sociedade quem define.
O que acontece é que, à medida que a igreja se adaptou à sociedade, no quesito comportamento, parece que sua ideologia também mudou.
Nestas últimas semanas tem-se discutido bastante os temas legalização das drogas, discriminalização do aborto e casamento homossexual.
A Bíblia tem resposta para todos os questionamentos sociais. Por sua vez, o cristão deve estar pronto para, de acordo com a Bíblia, esclarecer essas questões à sociedade.
Veja alguns exemplos de cristãos que concordam com a sociedade e discordam da Bíblia!
  • o bispo Edir Macedo é a favor do aborto (ele deve ser o único líder evangélico do mundo que pensa assim!), como forma de planejamento familiar (o que é pior). Veja o vídeo aqui
  • a candidata à presidência Marina Silva, membro da igreja Assembléia de Deus, ficou em cima do muro (propôs um plebiscito) quando questionada sobre drogas e aborto. Quanto aos casais gays disse que é a favor da união civil e da adoção de crianças por pais homossexuais. Certamente para não perder alguns votos. Veja aqui o vídeo
  • o pastor Caio Fábio, apesar de se posicionar firmemente sobre diversos temas, não o faz com respeito à homossexualidade. Nesse vídeo, e em alguns outros, quando questionado, o pastor esquiva-se e não deixa claro o que pensa.
Eu sei que não dá pra falar dessas pessoas e desses temas em um único post. Mas quero deixar a seguinte questão: o que você responde, como cristão, quando perguntado sobre esses assuntos?
Quando seus amigos, na escola ou no trabalho, te perguntam, justamente porque querem saber a opinião de um cristão, o que você diz? Concorda com a maioria? Ou você se transforma num exército de um homem só e defende a sua fé e a Palavra de Deus?
A Bíblia nunca vai se tornar obsoleta. Deus nunca vai mudar. A sociedade evolui, mas nem sempre para melhor. O cristão pode mudar a forma de se vestir mas não deve jamais mudar sua personalidade! Veja o que Jesus disse em Lucas 9:26: "Pois, se alguém tiver vergonha de mim e do meu ensinamento, então o Filho do Homem também terá vergonha dessa pessoa, quando ele vier na sua glória e na glória do Pai e dos santos anjos."
Você tem vergonha de ser taxado de retrógrado? Você acha melhor concordar com todo mundo? Você prefere agradar a todos para poder ser aceito?
Jesus disse que seríamos perseguidos por causa do nome dele: "Mas, antes de acontecer tudo isso, vocês serão presos e perseguidos. Vocês serão entregues para serem julgados nas sinagogas e depois serão jogados na cadeia. Por serem meus seguidores, vocês serão levados aos reis e aos governadores para serem julgados." Lucas 21:12
Pode ser que daqui a algum tempo, dizer que o homossexualismo é um pecado abominável diante dos olhos de Deus seja crime. Se isso acontecer você estará pronto para sofrer as consequências, caso defenda a sua fé? Ou será que você vai se tornar o sal insípido que Jesus falou, que não presta para outra coisa senão ser lançado fora e pisado pelos homens?
Eu não sou pastor nem tenho uma igreja. Se tivesse, todas as pessoas que quisessem ouvir o evangelho seriam bem-vindas. Jesus Cristo se relacionava com todas as pessoas: de prostitutas a cobradores de impostos, de judeus a gentios. Porém todos mudavam de vida ao ter um encontro com o Mestre!
Você está pronto para deixar a luz brilhar bem do alto para que ilumine o mundo todo? Ou cobre a luz com um cesto para que ninguém a veja?
Reflita... A decisão é só sua!

Um comentário:

  1. Concordo com você. Hoje em dia não existe mais compromisso. Ao invés da igreja influenciar a sociedade é a sociedade que influencia a igreja! Que pena...


    Fortaleza - CE

    ResponderExcluir

Comente (mas lembre-se):

1 - Comentários de anônimos (sem identificação) e/ou com e-mails inválidos serão apagados. Se comentar como anônimo, assine no final do seu comentário.
2 - Comentários com qualquer tipo de link serão deletados, mesmo que o link seja relacionado ao conteúdo do post.
3 - Nós do "O Mensageiro" ao menos tentamos escrever corretamente. Gostaríamos que os leitores fizessem o mesmo. Comentários escritos em miguxês e em caixa alta não serão aprovados.
4 - Antes de comentar, tenha certeza de que você entendeu o que acabou de ler para que possa fazer um comentário relevante e dentro do contexto.
5 - As opiniões expostas nos comentários não refletem as dos autores do blog.